Grupos Terapêuticos | O Que São e Como Funcionam?

Os grupos terapêuticos são uma outra forma possível de psicoterapia, que oferece a oportunidade de experienciar um processo terapêutico em conjunto com um grupo de pessoas que partilham o mesmo tipo de dificuldades, facilitando uma maior identificação com as várias temáticas exploradas e a possibilidade de receber apoio e encorajamento dos restantes membros do grupo.

Quais as vantagens de participar num grupo terapêutico?

 

– Conhecer outras pessoas que partilham das mesmas dificuldades, que têm as mesmas duvidas e que sentem os mesmos receios, pode ser reconfortante e aliviar a sensação de estranheza por se sentir diferente, ao pensar que é a única pessoa a passar por determinada dificuldade.

– Partilhar dificuldades com um grupo comum, estimula o crescimento em conjunto e oferece a possibilidade de cada elemento servir de modelo para os outros. Acompanhar a evolução de cada pessoa, as suas lutas, as estratégias que cada um encontra para superar dificuldades, enfim, as suas conquistas, promove a sensação de esperança em relação à possibilidade de recuperação e, consequentemente, à huipótese de um futuro melhor.

– Previne a solidão, já que ao sentir-se incluído num grupo a tendência é sentir-se mais acompanhado e permite criar uma rede maior de apoio.

– É um ambiente seguro e controlado, no qual se pode permitir fazer experiências, arriscar novas formas de agir, testar comportamentos, expressar ideias e sentimentos, que se mostrariam bastante mais difíceis de pôr em prática no mundo exterior, sem acontecerem num ambiente protegido e seguro.

Como funciona na prática um grupo terapêutico?

 

O trabalho terapêutico será constituído por troca de experiências, reflexões e algum trabalho corporal, que permitirá uma maior consciência da pessoa como um todo e não apenas como uma mente que vagueia perdida. Incluir o corpo neste trabalho enriquece a experiência terapêutica, introduzindo uma ferramenta essencial à vivência do presente, do aqui e agora, de forma mais consciente e plena.

As sessões têm a duração de 2 horas e a inscrição num grupo implicará um trabalho psicoterapêutico prévio comigo.

Se tem interesse em vir a integrar um grupo terapêutico, quer perceber melhor como funcionam, ou tem uma temática específica que gostaria de trabalhar em grupo, verifique comigo essa possibilidade.

 

0 Comments

Enviar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Outros Artigos

Um Ano de Covid-19 – Os Receios. As Dificuldades. A Vida a Continuar.

Um Ano de Covid-19 – Os Receios. As Dificuldades. A Vida a Continuar.

Hoje contamos um ano desde que tomámos conhecimento do primeiro caso de COVID-19 em Portugal. Um ano.  Foi um ano de muitas inseguranças e receios. De muitas dificuldades e preocupações, quer de saúde, como na gestão da vida diária e na tentativa de nos protegermos de...

Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica Relacional  – Uma Visão Actual

Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica Relacional – Uma Visão Actual

A obra de Jay Greenberg e Stephen Mitchell “Relações de Objecto na Teoria Psicanalítica”, 1987, é a primeira referência da chamada  “viragem relacional” em Psicanálise. Emergiu, desde então e em torno do trabalho fundamental de Stephen Mitchell (1946-2000) e de toda...

Teoria Polivagal – A Ciência da Conexão e da Segurança

Teoria Polivagal – A Ciência da Conexão e da Segurança

A Teoria Polivagal foi desenvolvida nos anos noventa por Stephen Porges, que estabeleceu uma ligação entre a evolução do Sistema Nervoso Autónomo dos mamíferos e o comportamento social, realçando a importância das activações fisiológicas do organismo, na expressão de...